sábado, 12 de novembro de 2016

A igreja perseguida

A igreja perseguida
pr. Walter Filho 11/11/16

Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.
Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.
Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados.
Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos;
Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos;
E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal.
2 Coríntios 4:6-11

A perseguição é uma realidade na vida cristã

E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. 2 Timóteo 3:12

Encarar a perseguição como motivo de alegria

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.
Mateus 5:11,12

O mundo não persegue a igreja, mas ao “Senhor da Igreja”

Atos 9
1 E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote.
2 E pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns deste Caminho, quer homens quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém.
3 E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu.
4 E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?
5 E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões.

Como agir diante das perseguições?

Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas.
Acautelai-vos, porém, dos homens; porque eles vos entregarão aos sinédrios, e vos açoitarão nas suas sinagogas;
E sereis até conduzidos à presença dos governadores, e dos reis, por causa de mim, para lhes servir de testemunho a eles, e aos gentios.
Mas, quando vos entregarem, não vos dê cuidado como, ou o que haveis de falar, porque naquela mesma hora vos será ministrado o que haveis de dizer.
Porque não sois vós quem falará, mas o Espírito de vosso Pai é que fala em vós. (HÁ UMA APLICAÇÃO ERRADA DESSE TRECHO)
E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão.
E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
Mateus 10:16-22

Princípio das dores

Estamos no princípio das dores?
·         Falsos profetas: Mateus 24.11 E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
·         Traição e ódio entre “irmãos”: Mateus 24.10 Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se odiarão.
·         Multiplicação da iniqüidade e esfriamento do amor: Mateus 24.12 E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.

Perseguição no tempo do fim

Mateus 24.9 Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vosão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.

O que a igreja deve fazer em face da perseguição e do princípio das dores

Duas coisas
·         Perseverar: Mateus 24.13 Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.

·         Pregar o evangelho: Mateus 24.14 E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

RECONHECENDO A NECESSIDADE POR CRISTO

RECONHECENDO A NECESSIDADE POR CRISTO

Pr. Walter Filho
09/11/16

E Jesus, passando adiante dali, viu assentado na alfândega um homem, chamado Mateus, e disse-lhe: Segue-me. E ele, levantando-se, o seguiu.
E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Mateus 9:9-12

·         Doentes = pecadores
·         Médico =  Jesus
·         Justo = “não precisa de médico”

QUEM SÃO OS DOENTES?

·          Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Romanos 3:23
·          Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos: não há quem faça o bem, não há sequer um. Salmos 14:3

QUEM É O ÚNICO JUSTO

Quem é o único justo? O “meu servo o Justo”!
Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniqüidades deles levará sobre si.Isaías 53.11
Jesus é o único que não precisa de médico! Pois Ele é o próprio médico.

NA TERRA NÃO HÁ JUSTO

“Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.Romanos 3:10
O médico vem para todos?
Sim e não!
Qual a diferença dos “fariseus pecadores” e dos “publicanos pecadores”?
Resp.: Os publicanos reconheceram seus erros e se relacionaram com Jesus para “serem curados”.
Ex.: Mateus, Zaqueu...

RECONHECER QUE PRECISA “DO MÉDICO”

Jesus É UM médico das almas. Todos aqueles que vão até a Ele de maneira nenhuma ele lançará fora.
Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. João 6:37
Quando você pensa que tal sintoma é normal, você procura médico?
O afogado que diz para os outros que está tudo bem, está tendo a noção da situação que está passando realmente?

CONCLUSÃO

Jesus não veio para aqueles que “se acham santos”, mas para aquele que reconhecem que precisam Dele, e que estão perdidos.

E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.
Do pecado, porque não crêem em mim;
Da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais;
E do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado.
João 16:8-11

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Como o cristão deve lidar com as tentações dessa vida? pr. Walter Filho

Esboço do sermão pregado pelo pr. Walter Filho na noite do dia 06 de Novembro de 2016, Domingo, na 1ª Igreja Cristã Fiel de Tupaciguara-MG.

Antes de mais nada, reflitamos no trecho de Mateus 6.13, que é um fragmento da chamada "oração dominical", a oração modelo que O Senhor Jesus, ensinou aos seus como forma de dialogar com o Pai, ei-la:

E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.  Mateus 6:13

Percebam que Jesus não diz: “Remova de mim as tentações”, ou “não deixe que eu seja tentado”.
Mas sim: “Não nos deixes cair, ou conduzas, induzas...a tentação”. Dando nos claramente a entender que as tentações são uma constante, um desafio natural que todo cristão terá em sua peregrinação sobre a face da terra, e que a possibilidade de "queda" em relação as tentações é possível, e que o servo tem o dever de rogar ao Pai para impedí-lo de cair.
O pecado é o maior problema da raça humana. Seus dois "melhores amigos", nesse atual sistema de coisas são: O pecador e a tentação. O pecado precisa de ambos para existir e ser consumado.

O QUE É A TENTAÇÃO

Existe uma definição patente nos dicionários acerca da tentação:
Atração para fazer o mal por esperança de obter prazer ou lucro.”

  •     impulso para a prática de alguma coisa censurável ou não recomendável.
  •     desejo veemente ou violento.

ORIGENS DA TENTAÇÃO


  •         HUMANA (INTERNA): I Co 10.13 “Tentação humana”. “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.” Tiago 1.14, 15
  •       DO TENTADOR (EXTERNA):  Jesus foi tentado externamente, por parte do tentador. (Mateus 4.1-11); Adão e Eva, não tinham pecados e foram tentados pelo tentador. (Gênesis 3)

DEUS TENTA ALGUÉM?

Não!  “Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta” Tiago 1.13. Deus não é a fonte das tentações de forma nenhuma.

TENTAÇÃO É PECADO?

Não, tentação é uma coisa, pecado é outra.
Jesus foi tentado, porém não pecou:
“Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” Hebreus 4:15                            Obs.: Uma vez que Jesus não pecou, Ele não pecou por ter natureza pecadora. Tiago 1.14,15

PECADOS DE PENSAMENTO = TENTAÇÃO?

Não! Tentação não é pecado.
Porém, pecados de “pensamento”, são quando atos são consumados dentro de si.
"Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela." Mateus 5:28

Obs.: Jesus foi tentado em tudo, mas não pecou nem em pensamento.
Existe uma linha sobremodo finíssima tal qual uma teia de aranha, ou mais fina até, que separa o pecado de pensamento da tentação, porém, Jesus jamais rompeu essa linha, ele nunca poderá ser considerado pecador em nenhum ponto de sua vida.

CONCLUSÃO:

·          Entendeu porque orar “não nos deixe cair em tentação” no PAI NOSSO?
·          Entendeu porque precisamos de um “SALVADOR”?

COMO ENCARAR A TENTAÇÃO?

1-) MOTIVO DE ALEGRIA

“Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” Tiago 1.12
Obs.: Os perdidos são mergulhados em pecados, a tentação é sinal de escolhidos!

2-) DEUS NÃO TENTA, MAS A TENTAÇÃO É “PERMITIDA” MOMENTANEAMENTE POR ELE

I Coríntios 15.51-57: “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;”
Porque? Porque O Senhor triunfará com sua igreja no fim!

ATÉ LÁ O QUE FAZER?

VIGIAR E ORAR


“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” Mateus 26:41